ONDE ESTAMOS

UNO - Medical & Office:
Av. Pontes Vieira, 2340 - Sala 417

TELEFONES

(85) 9.8200-7373
(85) 9.8220-7373 / (85) 3636.0323

CARDIOVERSÃO ELÉTRICA (CVE)

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A cardioversão é uma breve procedimento em que um choque elétrico é fornecido ao coração para reverter um ritmo cardíaco anormal de volta a um ritmo normal. A maioria das CVE são eletivas ou não emergenciais e geralmente realizadas para tratar a fibrilação atrial ou flutter atrial, que são distúrbios do ritmo cardíaco originados nas câmaras superiores (átrios) do coração. Cardioversão é usada em situações de emergência para corrigir um ritmo anormal rápido (FC elevada) associado com à síncope, pressão arterial baixa, dor no peito e dificuldade em respirar.

É um procedimento pelo qual um choque elétrico sincronizado é entregue através da parede torácica para o coração através de eletrodos especiais ou pás que são aplicadas sobre a pele do peito. O objetivo da cardioversão é a interromper o circuito elétrico anormal do coração e restaurar o ritmo normal do coração. O choque faz com que todas as células do coração contraiam simultaneamente, interrompendo assim o ritmo cardíaco anormal (tipicamente fibrilação atrial) sem danificar o coração restaurando o batimento cardíaco normal.

A cardioversão elétrica é realizada em ambiente hospitalar, geralmente por um cardiologista e/ou anestesista sob sedação, monitorando o padrão respiratório, pressão arterial e o ritmo cardíaco. Para a cardioversão utilizam-se “pás” especiais que são colocadas na parte frontal do peito, conectadas a um desfibrilador externo através de um cabo. O desfibrilador permite que a equipe médica monitore continuamente o seu ritmo cardíaco e entregue o choque elétrico eficaz, capaz de restaurar o ritmo cardíaco normal.