A importância da atividade física para pessoas com diabetes

A diabetes é uma doença metabólica, cujo fator principal traduz-se pelo aumento anormal de glicose no sangue. Esta é o mais elementar tipo de açúcar produzido quando os alimentos são digeridos em nosso organismo e uma das principais fontes de energia para o ser humano.

Quem tem diabetes, comumente não produz insulina, que é um hormônio que promove a absorção da glicose pelas células, ou a produz em baixa quantidade, deixando uma alta taxa de hiperglicemia no sangue. Mas você sabe que se praticar regularmente atividade física, poderá melhorar bastante esse quadro?

Os problemas com obesidade e doenças cardiovasculares

A glicose, quando apresentada em grande concentração no sangue, passa a ser armazenada em nosso organismo sob a forma de glicogênio. O corpo faz isso de forma automática, a fim de manter-se abastecido energeticamente nos intervalos entre as refeições ou em períodos onde possa eventualmente ocorrer escassez alimentar. Se o sedentarismo vier reunido a uma dieta rica também em lipídios, a pessoa terá muito mais problemas com doenças cardiovasculares e obesidade, entre outros.

Os benefícios mais imediatos dos exercícios físicos

A importância da atividade física é evidente para qualquer ser humano comum. Porém, os benefícios são ainda maiores para quem tem diabetes, doença cujas condições podem ser bastante agravadas com o aumento do peso do paciente. Prontamente, os exercícios físicos regulares, praticados de forma saudável, fazem com que a alta concentração de açúcares no sangue diminua, porque aprimora seu aproveitamento pelos músculos. Como a atividade física obviamente demanda um maior consumo de energia, ela ainda suaviza a responsabilidade dos medicamentos ingeridos no tratamento.

Os benefícios gerais dos exercícios físicos

Reunindo-se a prática regular de exercícios físicos a uma boa dieta, as medicações corretas e a aplicação dosada de insulina, caso seja necessária, o perfeito controle glicêmico poderá ser alcançado, evitando-se agravantes, como infarto agudo do miocárdio, hipertensão, problemas renais, dificuldade de cicatrização de cortes e ferimentos, acidente vascular encefálico, e muito mais.

No entanto, um programa de atividades físicas para diabéticos é complexo, e os profissionais de Medicina e Nutrição precisam acompanhar os casos individualmente, traçando o nível de cada paciente conforme suas atuais condições de saúde. Por isso, haverá casos quando o paciente poderá se exercitar até em torno de 6 ou 7 dias na semana, com a duração de 30 a 40 minutos de exercícios, mas outros precisarão começar com pouca intensidade, ao longo de 3 dias, no máximo.

Como a boa prática física vai ampliar a absorção de glicose pelo músculo, vai, por conseguinte, diminuir a glicose circulante no sangue, aumentando-se sua ação nas células e melhorando o perfil lipídico da pessoa. Afinal, quando se pratica exercícios físicos, tanto carboidratos quanto gorduras são queimados no processo. O diabetes, assim, é melhor controlado, além de haver um consequente aumento da autoestima do paciente, que passa a perder peso, diminuindo os riscos de depressão, pressão arterial e a sobrecarga em regiões como quadris e articulações, com o fortalecimento de músculos e ossos.

Agora que você já sabe a importância da atividade física para sua vida, quando vai deixar a ociosidade e colocá-la em prática?

Fonte: goldadocantes.com.br
 

Facebook

 

Instagram

Gallery Image from Instagram

The access_token provided is invalid.

Notícias e dicas

Quando fazer um check-up cardiovascular
O check-up cardiovascular consiste num grupo de exames que ajudam o médico a avaliar o risco de ter ou desenvolver um problema cardíacos ou ...
 17 Julho 2017
  1457  
O check-up cardiovascular consiste num grupo de exames que ajudam o médico a avaliar o risco de ter ou desenvolver um problema cardíacos ou circulatório, como insuficiência cardíaca, arritmia ou ...
 1457 
O check-up cardiovascular consiste num grupo de exames que ajudam o médico a avaliar o risco de ter ou desenvolver um problema cardíacos ou ...
17 Julho 2017
Quais são os sintomas de coração dilatado
Os sintomas de coração grande, também conhecido como cardiomegalia, estão relacionados com a dilatação do músculo cardíaco, que faz com que o sangue ...
 26 Junho 2017
  4070  
Os sintomas de coração grande, também conhecido como cardiomegalia, estão relacionados com a dilatação do músculo cardíaco, que faz com que o sangue se acumule dentro do coração, nas veias e nos ...
 4070 
Os sintomas de coração grande, também conhecido como cardiomegalia, estão relacionados com a dilatação do músculo cardíaco, que faz com que o sangue ...
26 Junho 2017
O que causa sopro no coração e como tratar
O sopro é um som de uma turbulência sofrida pelo sangue durante a passagem pelo coração, ao atravessar suas valvas ou se chocar com seus músculos. ...
 29 Maio 2017
  2339  
O sopro é um som de uma turbulência sofrida pelo sangue durante a passagem pelo coração, ao atravessar suas valvas ou se chocar com seus músculos. Nem todo sopro indica uma doença cardíaca, pois ...
 2339 
O sopro é um som de uma turbulência sofrida pelo sangue durante a passagem pelo coração, ao atravessar suas valvas ou se chocar com seus músculos. ...
29 Maio 2017