4 em cada 10 mortes por infarto são de mulheres

Os dados são da Sociedade Brasileira de Cardiologia.  Há 50 anos, a cada 10 mortes por infarto, uma era de mulher. O infarto sempre foi considerado uma doença masculina. É um grande mito pensar que mulheres não enfartam, porque, além de ser mentira, os números veem aumentando e preocupando os médicos.

O Dr. Roberto Kalil, cardiologista e consultor do Bem Estar, e a cardiologista Dra. Roberta Saretta estão no programa desta terça-feira (13) para comentar este dado alarmante para a saúde da mulher.

Há 50 anos, a cada 10 mortes por infarto, uma era de mulher. Atualmente, essa proporção aumentou para quatro mulheres, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia. Se nenhuma mudança acontecer, não é difícil que as mulheres ultrapassem os homens.

A inserção da mulher no mercado de trabalho pode ser a resposta para esse aumento. Além de ter uma jornada dupla (cuidar da casa/filhos e trabalhar), com o emprego veio também o hábito de fumar, beber e não fazer exercícios, que são fatores de risco para o infarto.
Vamos nos atentar para alguns fatores de risco:

- colesterol alto
- diabetes
- hipertensão
- menopausa (o estrógeno, hormônio protetor das artérias, para de ser fabricado)
- tabagismo (o cigarro aumenta em três vezes o risco de desenvolver uma doença coronariana independentemente de qualquer outro fator)
- sedentarismo
- pílula anticoncepcional (porque aumenta o risco de trombose)
- transtorno de ansiedade e depressão
- estresse
- quem teve diabetes e hipertensão durante a gravidez

Para prevenir e diminuir os casos é necessário o alerta de que o check-up cardiológico é muito importante, principalmente, para aquelas mulheres que têm algum fator de risco ou histórico familiar.

Após a menopausa é imprescindível a visita ao cardiologista. Além disso, uma alimentação equilibrada e a prática de exercícios físicos previnem a ocorrência de doenças cardíacas.

Fonte: g1.globo.com
 

Facebook

 

Instagram

Gallery Image from Instagram

The access_token provided is invalid.

Notícias e dicas

Quando fazer um check-up cardiovascular
O check-up cardiovascular consiste num grupo de exames que ajudam o médico a avaliar o risco de ter ou desenvolver um problema cardíacos ou ...
 17 Julho 2017
  1457  
O check-up cardiovascular consiste num grupo de exames que ajudam o médico a avaliar o risco de ter ou desenvolver um problema cardíacos ou circulatório, como insuficiência cardíaca, arritmia ou ...
 1457 
O check-up cardiovascular consiste num grupo de exames que ajudam o médico a avaliar o risco de ter ou desenvolver um problema cardíacos ou ...
17 Julho 2017
Quais são os sintomas de coração dilatado
Os sintomas de coração grande, também conhecido como cardiomegalia, estão relacionados com a dilatação do músculo cardíaco, que faz com que o sangue ...
 26 Junho 2017
  4070  
Os sintomas de coração grande, também conhecido como cardiomegalia, estão relacionados com a dilatação do músculo cardíaco, que faz com que o sangue se acumule dentro do coração, nas veias e nos ...
 4070 
Os sintomas de coração grande, também conhecido como cardiomegalia, estão relacionados com a dilatação do músculo cardíaco, que faz com que o sangue ...
26 Junho 2017
O que causa sopro no coração e como tratar
O sopro é um som de uma turbulência sofrida pelo sangue durante a passagem pelo coração, ao atravessar suas valvas ou se chocar com seus músculos. ...
 29 Maio 2017
  2339  
O sopro é um som de uma turbulência sofrida pelo sangue durante a passagem pelo coração, ao atravessar suas valvas ou se chocar com seus músculos. Nem todo sopro indica uma doença cardíaca, pois ...
 2339 
O sopro é um som de uma turbulência sofrida pelo sangue durante a passagem pelo coração, ao atravessar suas valvas ou se chocar com seus músculos. ...
29 Maio 2017